FOTO: PREFEITURA DE VILA VELHA/DIVULGAÇÃO

O prefeito Arnaldinho Borgo, acompanhado dos secretários de Turismo, Esporte e Cultura, Paulo Renato Fonseca Junior, de Tecnologia da Informação, Márcio Passos, e de Desenvolvimento Econômico, Everaldo Colodetti, participou de reunião remota com o Grupo Vila Velha, criado para discutir iniciativas de economia sustentável e criativa.

No encontro de terça-feira (30/03), os coordenadores do grupo de empreendedores – Doria Porto, Fernando Pignaton, Lucas Izoton, José Carlos Bergamin e Helcio Rezende – elencaram diversas ações estruturantes, formuladas por 82 empreendedores de áreas como indústria, comércio, gastronomia, mídia, publicidade, cultural, criativa, educacional, ambiental e acadêmica.

Entre as propostas apresentadas pelo grupo de voluntários consta a criação de um Distrito Tecnológico e Digital (empresas de base tecnológica e startups tecnológicas e/ou digitais) ao longo da rodovia ES – 388; criação de um Centro de Artesanato (Economia Criativa); transformação da Praça Duque de Caxias em local que promova a saúde, a felicidade e o bem-estar das pessoas; tornar Vila Velha um destino turístico inteligente e criativo; e apoiar, anualmente, a Feira Capixaba de Literatura (FECALI), na Prainha.

O prefeito Arnaldinho Borgo apresentou um plano de ações com os programas de incentivo à inovação, turismo, desenvolvimento econômico sustentável e ações para recuperar, inclusive, polos industriais históricos na cidade. Falou ainda do planejamento que norteia as ações do Programa Vila Velha do Futuro, que vão transformar Vila Velha na primeira cidade inteligente do Espírito Santo.

“Essa é uma proposta muito interessante, que requer uma ampla coalizão das partes interessadas. Vamos trabalhar junto com os empreendedores e população, com foco no desenvolvimento, tendo como base a saúde econômica de longo prazo para Vila Velha”, avalia o prefeito.

DISTRITO CRIATIVO PRAINHA

O grupo ainda propôs a criação do Distrito Criativo Prainha, um centro geográfico e organizacional de artes e ofertas culturais, tornando o parque histórico em um atrativo para atividades econômicas como a gastronomia e o artesanato, atraindo clientes e empresas criativas.

De acordo com o secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Paulo Renato Fonseca Junior, “logo vamos realizar audiência pública para tratar sobre o assunto Distrito Criativo junto à comunidade da Prainha, com a intenção de valorizar a cultura local e potencializar as vocações daquela região, possibilitando novas alternativas de desenvolvimento de maneira articulada com o turismo”.

PLANTÃO CAPIXABA – NOTÍCIAS DO ESPÍRITO SANTO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui