Empresários de Vila Velha que atuam em diversos setores como o de comércio, indústria, serviços, construção civil, eventos e turismo já podem acessar a linha de crédito recém-lançada de R$ 250 milhões do Fundo de Proteção ao Emprego, operada pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).

Durante uma reunião online, que aconteceu nesta segunda-feira (5/04), com representantes do setor produtivo, a prefeitura alinhou a melhor forma de dar acesso ao financiamento, para ajudar quem teve seu negócio prejudicado durante a pandemia da covid-19.

Participaram da reunião virtual o secretário de Desenvolvimento Econômico, Everaldo Colodetti, o diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional e Desenvolvimento Econômico, Tyago Hoffmann; a secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro, além de outros representantes da Prefeitura de Vila Velha e do Governo do Estado.

O Fundo faz parte do pacote de medidas socioeconômicas anunciadas pelo Governo do Espírito Santo. E que oferece um financiamento que começa a operar neste mês de abril, com crédito emergencial destinado a apoiar os empresários de todo o Estado com condições adequadas para manterem suas atividades produtivas durante o período de pandemia.

O prefeito ressaltou que a reunião servirá para multiplicar, entre os associados do setor produtivo, as condições da linha de financiamento, além de dar mais  agilidade e flexibilidade no atendimento.

O diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira,  afirmou que “toda a equipe do Bandes está empenhada em dar acesso aos recursos do crédito emergencial ao empresariado capixaba, como forma de contribuir para dar esse fôlego às empresas durante o período. A linha de crédito emergencial oferece capital de giro e recursos financeiros essenciais para a manutenção das atividades dessas empresas”, explicou.

Na encontro online, eles receberam  orientações acerca das condições do benefício e dos procedimentos para ter acesso ao financiamento.

BENEFÍCIOS

-A linha de financiamento do Fundo de Proteção ao Emprego poderá financiar capital com prazo de até 72 meses para pagar, incluídos 12 meses de carência.

-A linha é considerada sem juros, uma vez que o recurso financiado só tem correção pela taxa Selic.

-O empresário tem à disposição atendimento personalizado da equipe do banco, podendo tirar dúvidas sobre a contratação dos recursos pela central de atendimento do Bandes e pelo site da instituição.

-Para acessar o crédito, basta entrar no site do banco e preencher um formulário, que será remetido à instituição para cadastro e análise.

-A medida possibilita maior agilidade e flexibilidade para o atendimento.

Informações sobre linhas de financiamento: www.bandes.com.br | faleconosco@bandes.com.br

PLANTÃO CAPIXABA – A GENTE MOSTRA O ESPÍRITO SANTO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui