O deputado federal Jorge Silva (PDT-ES) usou a tribuna da Câmara para falar sobre o Programa Mais Médicos, do Governo Federal, sobretudo com relação à contratação de médicos estrangeiros, em especial os cubanos.

Dr. Jorge destacou que a reivindicação de regulamentar a vinda de profissionais de outros países foi apresentada pela Frente Nacional dos Prefeitos à Presidenta Dilma Roussef, com assinatura de cerca de 4.500 prefeitos dos 5.564 municípios brasileiros.

“A questão básica é a falta de profissionais médicos no Brasil. Dados do Ministério da Saúde mostram que entre 2003 e 2011 foram criadas 147 mil vagas para médicos em universidade do País. Mas a formação de novos profissionais não passou de 93 mil. E, de cada quatro formados, um vai para o setor público e os demais ficam na iniciativa privada, atuando em alguma especialidade”, afirmou Dr. Jorge.

Para o parlamentar, é preciso ter equilíbrio e encontrar alternativas: “Se o Revalida, que pelas regras atuais, é o exame que um médico estrangeiro tem que passar para poder trabalhar no Brasil, não serve ao propósito da emergência apontada pela imensa maioria dos prefeitos brasileiros, precisamos pensar em outros instrumentos, mas não podemos desrespeitar nossa própria legislação”.

O Revalida é reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina. O médico aprovado pode exercer a medicina no País, em qualquer local, sem nenhuma restrição.

(Com informações da Ascom Deputado Jorge Silva. Foto: Divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui