13 de maio de 2021. Uma data marcante para o setor produtivo e toda a população de Vila Velha. A cidade saiu na frente com o lançamento do Programa Cidade Empreendedora e se torna a primeira do Espírito Santo a assinar o termo de Adesão ao Programa, implantado pelo Sebrae em todos os municípios do Estado. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, recebeu representantes de entidades empresariais para formalização do projeto.

Com o objetivo de acelerar a capacidade de empreendedorismo e estimular as entidades produtivas a investirem na geração de emprego e renda, a Prefeitura passou por todas as etapas exigidas, sendo também a primeira a fechar o diagnóstico feito pelo Sebrae. Nesta etapa do diagnóstico, foram identificadas as lacunas que precisam ser resolvidas para que novos negócios sejam instalados na cidade.

O passo seguinte foi dado nesta quinta-feira (13/05), durante evento de formalização da adesão, no auditório da Prefeitura, com a presença de representantes do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/ES); da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas (Aderes); da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes); da Associação de Empresários de Vila Velha (Assevila); do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon); da Câmara de Dirigentes Lojistas de Vila Velha (CDL); do Sindicato das Indústrias de Panificação (Sindpaes); dos Polos Comerciais da Glória e  Novo México, entre outras organizações.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Everaldo Colodetti, considerou a data marcante para o setor produtivo: “Cidade Empreendedora é uma injeção na veia para melhorar o ambiente de negócios no município. Estamos assinando um plano de desenvolvimento propício a todas as empresas e, consequentemente, para o cidadão canela-verde”.

EIXOS DE ATUAÇÃO

O plano de ações elaborado pelo Sebrae, com base no diagnóstico realizado, contempla vários eixos de atuação. O diretor-superintendente do Sebrae, Pedro Rigo, citou alguns e afirmou que toda mobilização é fundamental para a concretização desse projeto de desenvolvimento.

“Estamos convencidos de que precisamos entregar resultados. É a administração municipal que vai transformar a cidade, porque o poder público é o indutor dessa mudança com práticas inovadoras. Nós, do Sebrae, vamos atuar na desburocratização e, para isso, nossos consultores estão identificando os gargalos nas áreas de implantação e regularização de novas empresas. Queremos simplificar e encurtar o caminho para quem quer empreender em Vila Velha. Vamos oferecer capacitação para empresários e servidores municipais, fazer o mapeamento das compras governamentais e implantar a educação empreendedora para jovens. Afinal, o empreendedorismo move e transforma a cidade”, pontuou Pedro Rigo.

Desta forma, os serviços do município direcionados ao segmento empresarial serão desburocratizados, ou seja, o empreendedor que quiser abrir ou manter seu negócio em Vila Velha terá como incentivo a simplificação e a oferta de crédito.

Durante o encontro, o prefeito Arnaldinho Borgo fez um convite à população vilavelhense: “Quem ama Vila Velha está convidado a administrar, a planejar juntos nossa cidade, para transformá-la no melhor lugar para se empreender de forma sustentável”. O prefeito afirmou que, desde que assumiu a gestão municipal, tem trabalhado para unir forças: “Vila Velha é a melhor cidade para se morar, mas quero que seja a melhor também para se instalar negócios. Para isso, precisamos do envolvimento de todos os setores e cidadãos”.

O apoio do Sebrae focado nos servidores será de treinamento e qualificação para todos os temas de interesse do município, inclusive nos processos licitatórios.

O diretor regional da Findes, Vladimir Rossi, elogiou o perfil desenvolvimentista e dinâmico do prefeito como sendo garantia para o sucesso do projeto. Em seguida, sinalizou duas frentes que precisam da atenção da gestão: “A insegurança jurídica do município precisa ser trabalhada e temos os bolsões de pobreza que dependem da geração de emprego para ter uma oportunidade”.

EMPRESÁRIOS

Os empresários conheceram o Plano de Ações, com capacitações e consultorias personalizadas, de acordo com a realidade da cidade. O setor produtivo teve acesso ao cronograma de ações para alcançar o objetivo proposto.

A presidente da Associação dos Comerciantes da Glória (Uniglória), Glenda Amaral, está otimista com a Cidade Empreendedora: “Gostei da iniciativa do Sebrae e da parceria com a prefeitura. Temos total interesse no desenvolvimento de Vila Velha. Chegou a hora de agregar o turismo aos serviços e ao comércio da nossa cidade. O cenário de inovação é animador. Minha família tem 10 negócios no município, entre lojas e indústrias e esse programa é muito valioso para nós empreendedores. Queremos contribuir. Contem conosco para fazer a diferença em Vila Velha”.

O engenheiro civil Albano Trigo Lopes, presidente do Polo de Novo México, destaca que, finalmente, Vila Velha vai deixar de ser cidade dormitório e de passagem para ser uma cidade empreendedora. “Temos requisitos para gerar riqueza, temos porto, turismo, cidade bonita e bem localizada no centro da Grande Vitória e um povo bom. Agora é trabalhar em parceria para que isso aconteça”, finaliza.

PLANTÃO CAPIXABA – A GENTE MOSTRA O ESPÍRITO SANTO! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui